Senador José Medeiros pede investimentos no Proantar

AcampBrasilAntart

Nestes tempos de arrocho fiscal e “Lava Jato”, o interesse de um parlamentar nacional pelos programas científicos do País é algo raro, que merece o devido registro. No caso, trata-se do senador José Medeiros (PPS-MT), que, em um pronunciamento feito na segunda-feira 23,defendeu maiores investimentos no Programa Antártico Brasileiro (Proantar).

“O espaço antártico é de vital importância para o nosso País em diversos campos: geopolítico, científico, ambiental e econômico, pois não é porque está coberto de água ou de gelo que não tenha os mesmos recursos minerais que têm em terra firme, por isso a importância dessas pesquisas, tanto no continente antártico quanto na nossa Amazônia Azul”, enfatizou o parlamentar.

O senador destacou uma recente visita que fez à Antártica, em missão parlamentar, e chamou atenção para as dificuldades do trabalho no continente, mas admirou o clima de cooperação entre os países e o comprometimento de pesquisadores e militares brasileiros.

“Pude presenciar in loco esse tratado colocado em prática, porque pude ver diversas estações: China, Rússia, Chile, Argentina, Brasil, todos os países muito próximos nas suas estações e todos numa cooperação mútua, se ajudando e produzindo conhecimento numa velocidade muito grande, porque o objetivo ali é a pesquisa, é a produção de conhecimento”, destacou.

Opinando que o conhecimento é a saída para a crise, Medeiros condenou os ataques de militantes do MST a centros de pesquisa, lamentando que o estudo científico no Brasil tenha se tornado uma “atividade de risco”. Ele lembrou que foi a pesquisa que transformou o Cerrado em grande produtor de alimentos e, citando os gastos da presença militar brasileira no Haiti, aconselhou a revisão de prioridades no orçamento de modo a aumentar a verba para a busca de conhecimento.

“O Brasil devia repensar e, em vez de gastar ali, com essa missão, possa investir, por exemplo, nesse programa antártico, que está com dificuldades financeiras. Eu vi ali que eles precisam de mais helicópteros, precisam de mais equipamentos, e a gente gastando rios de dinheiro ali no Haiti, afirmou o senador (Agência Senado, 24/03/2015)”.

One comment

  1. Infelizmente o objetivo do governo é gradativamente ir abandonando a Antártida, perdendo sua posição de destaque. Há muitos indícios e até evidências que corroboram isto, desde o “incêndio” na estação, no início de 2012, e a recuperação das estruturas de forma “sustentável”, que vão inviabilizar definitivamente a presença do Brasil no continente, atrapalhando futuras reclamações.

x

Check Also

O MPF, a Funai e o fantástico mundo dos “espíritos”

Os indígenas brasileiros poderão agora pleitear indenizações por “danos espirituais” decorrentes de ações dos homens ...