Do presidente do Irã, Hassan Rouhani:

rouhani_reuters

Na abertura da 70a Assembleia Geral das Nações Unidas, o presidente iraniano proferiu as oportunas palavras:

“Nesta encruzilhada sensível da história das relações globais, a era dos jogos de soma zero chegou ao fim, mesmo que alguns poucos atores ainda tendem a se valer de maneiras e meios arcaicos e profundamente ineficazes de preservar a sua velha superioridade e dominação. O militarismo e o recurso aos meios violentos e militares para subjugar os outros são exemplos fracassados da perpetuação de velhas maneiras, em novas circunstâncias.

“Políticas e práticas econômicas e militares coercitivas, orientadas para a manutenção e preservação de antigas superioridades e dominações, têm sido implementadas, em um contexto mental conceitual que nega a paz, a segurança, a dignidade humana e os ideais humanos exaltados. Ignorar as diferenças entre as sociedades e globalizar os valores ocidentais como os universais, representa uma outra manifestação desse contexto mental. E outro reflexo do mesmo modelo cognitivo é a persistência da mentalidade da Guerra Fria e da divisão bipolar do mundo, em “nós os superiores” e “os outros inferiores”. E uma outra é insuflar o medo e a fobia sobre a emergência de novos atores no cenário mundial.”

x

Check Also

O MPF, a Funai e o fantástico mundo dos “espíritos”

Os indígenas brasileiros poderão agora pleitear indenizações por “danos espirituais” decorrentes de ações dos homens ...