Mangabeira Unger propõe choque produtivo e educativo

mangabeira_unger70392

Em meio à virtual obsessão nacional com o ajuste fiscal, o ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE), Roberto Mangabeira Unger, se dedica a preparar uma agenda pós-ajuste, baseada na proposta de um duplo choque de qualificação produtiva e educacional. De fato, tratam-se de dois pilares centrais de qualquer discussão sobre um novo projeto nacional de desenvolvimento, sem o qual o Brasil não poderá superar a armadilha dos “voos de galinha”, que o têm caracterizado no último meio século.

Em entrevista publicada no Valor Econômico desta segunda-feira, Mangabeira deixa claro que o ajuste fiscal não pode ser considerado um fim em si mesmo – como parecem sugerir muitos comentaristas midiáticos. Para ele,

há duas narrativas a respeito do ajuste. Uma é falsa. Ela está resumida na doutrina da confiança financeira. Segundo essa visão, o ajuste seria necessário para ganhar confiança financeira para trazer o investimento para gerar crescimento. A doutrina da confiança financeira é uma magia que não tem respaldo na realidade, basta ver a situação da Europa, entregue, agora, simultaneamente, à austeridade e à estagnação. A narrativa correta a respeito do ajuste é o inverso da doutrina da confiança. O ajuste é para permitir ao governo e ao país não depender da confiança financeira.

Para ele, o ajuste “precisa fazer sentido à luz de uma estratégia de desenvolvimento à qual precisa servir”. A limitação mais importante, afirma, não é o dinheiro, mas “a falta de clareza a respeito do caminho”.

A proposta é resumida em três vertentes: 1) inovações destinadas a ampliar as oportunidade econômicas e o acesso às oportunidades produtivas (“É o que chamo de produtividade includente.”); 2) iniciativas destinadas a assegurar um contexto macroenconômico favorável a essas iniciativas institucionais de democratização de oportunidades econômicas; 3) qualificação do ensino básico.

O texto completo da entrevista, cuja leitura recomendamos enfaticamente, encontra-se no sítio do jornal. http://www.valor.com.br/brasil/4002986/producao-e-educacao-sao-foco-do-pos-ajuste-defende-mangabeira

x

Check Also

Brasil: o teto ou a vida

Em um editorial publicado em 27 de julho (“Urgência e oportunismo”), o tradicional jornal O Estado ...