Engenharia do Exército continua dando (bons) exemplos

Em 22 de novembro último, o 7º. Batalhão de Engenharia de Combate do Exército Brasileiro (Batalhão Visconde de Taunay) concluiu os trabalhos de revitalização da margem direita do rio São Francisco, em Barra (BA).

No trecho de 6.050 metros de margem, foram construídos 26 defletores, escavados 300 mil metros cúbicos de terra e plantados 150 mil mudas de árvores nativas.

Um fato relevante é que as obras, previstas para dois anos, foram concluídas na metade do prazo, o que, segundo o Departamento de Engenharia e Construção (DEC) do EB, possibilitará aos cofres públicos uma economia de cerca de R$ 9 milhões (DEC-Notícias, s/d).

Outro trabalho de grande importância que está sendo executado pelo DEC, já destacado neste sítio, é a perfuração de 200 poços artesianos nos estados da Bahia, Ceará, Paraíba, Piauí e Rio Grande do Norte. Até o momento, já foram perfurados 87 poços, que atendem diretamente a cerca de 80 mil pessoas. Quando todos os 200 estiverem concluídos, outras 100 mil pessoas deverão se beneficiar da disponibilidade de água de boa qualidade, em algumas das áreas mais críticas do Semiárido do Nordeste.

A despeito das restrições orçamentárias que afligem a Força, as unidades de engenharia do EB continuam dando exemplos de capacidade, eficiência e austeridade no exercício de suas missões. Lástima que não sejam mais acionadas, para apoiar a expansão da infraestrutura no País, cada vez mais dependente da disposição e dos humores de investidores privados.

x

Check Also

Aeromóvel + vontade política, revolução na mobilidade urbana

As duas fotos de trens abaixo não mostram modernos projetos ferroviários chineses. Elas foram feitas ...