Por que Obama está promovendo Maduro e a ALBA

Maduro-Obama-Crop

O mundo diplomático em toda a América Latina se está perguntando sobre os motivos da declaração do presidente estadunidense Barack Obama, considerando a Venezuela como “uma extraordinária ameaça à segurança nacional e à política externa dos Estados Unidos”. A afirmativa é ainda mais bizarra devido à crescente fragilidade interna do regime do presidente Nicolás Maduro. Mas tal declaração não pode ser considerada apenas um erro diplomático; certamente, as intenções de Washington têm um propósito.

Aparentemente, o governo estadunidense se recusa a abandonar a dinâmica da Guerra Fria, buscando uma polarização com as nações da chamada Aliança Bolivariana para as Américas (ALBA), como fez durante longas décadas com o regime dos irmãos Castro em Cuba. Trata-se de uma tentativa de reeditar a comédia na forma de uma opereta bufa, pela absoluta falta de umapolítica para América Latina. Assim, essa ação diplomática parece ter sido planejada para transformar a próxima Cúpula das Américas em uma reunião turística, com as mais variadas diversões retórica.

Na realidade, a ALBA e o regime de Maduro não constituem qualquer ameaça à política hegemônica dos Estados Unidos. O que os círculos de poder em Washington temem é a emergência de forças políticas cívicas e militares, que defendam um retorno a um nacionalismo econômico capaz de superar a tirania da usura rentista, que tem subjugado as nações da região, enquanto mergulham em graves crises socioeconômicas e políticas.

2 comments

  1. E o Brasil ? Um ex-diretore da inteligencia militar brasileira tinha escrito antes da morte de Chavez: “A pesar da ma vontade da imprensa nao ha motivo para que nos brasileiros hostilizamos aquel pais (Venezuela) ,pois e a primeira linha de defesa da Amazonia, alem de ser sempre amistoso para conosco. ….Precisamos ter claro que os unicos inimigos potenciais que podemos ter no momento sao os EUA , a Inglaterra e evenutais aliados . …Enquanto houver uma Venezuela altiva e soberana continuara inviavel a criacao da “Grande Nacao Indigena” abragendo as serras fronterizas. …Pode nos preocupar a doenca do Chavez. Com a morte ou afastamento dele pode desmoronar a nossa primeira linha de defesa , entao temos que nos ver sozinhos contra adversarios militarmente muito superiores.(Fim)—————————————Observado 2015 desde fora do Brasil : Com o afastamento dos “bolivarianos” na Venezuela, Bolivia e Equador , colapsara o control da soberania territorial nacional de todos os paises da Amazonia, tambem a Amazonia do Brasil. A “comunidade internacional” (EUA e OTAN) tem preparado a subversao na Amazonia sudamericana desde decadas, e tem infiltrado centenas de “ativistas” de ONGs para agitar e recrutar a “resistencia” de etnias indigenas, junto com campanhas internacionais de “jornalistas independentes” contradatos pela “midia internacional” (Follow the money: BBC, Deutsche Welle, Economist, Spiegel, El Pais, FAZ, AP, Reuters, IPS, etc.) . Os “bolivarianos” da Venezuela, Bolivia, Equador tem expulsados ONGs subversivas: Equador: “Pachamama” de EUA, Bolivia “IBIS de Dinamarca, Venezuela : “New Tribes” uma mafia pseudo-religiosa dos EUA . Peru tem um presidente nacionalista, quem e inibido por pressao de EUA: Ha grande influencia de ONGs na Amazonia do Peru e na fronteira com Brasil. As Guianas estao com pressao dos governos ex-colonialistas. Colombia e numa situacao complicada da politica domestica que nao favorece a soberania territorial na Amazonia sudamericana.

    • Achei pertinente seu comentário e confesso que nunca tinha olhado as relações Venezuela-Brasil sob esta perspectiva . Mas com certeza, não é este o motivo que direciona nossa política externa para ser benevolente com as atitudes contra os direitos humanos na Venezuela de Maduro. Acho que o Brasil poderia manter sua histórica aliança com a Venezuela, sem no entanto endossar o bolivarianismo.

x

Check Also

Brasil: a urgência de um “Momento Hamilton”

Após a família Mesquita, no tradicional “Estadão”, coube aos irmãos Marinho utilizarem um editorial de O Globo ...