O retrato acabado da falência da casta dirigente do Brasil

A destruição do Museu Nacional do Rio de Janeiro é o símbolo perfeito da incúria e da falta de compromisso da casta dirigente do Brasil com qualquer coisa que não seja o estrito atendimento da sua agenda excludente e exclusivista. Faltam palavras para fazer sequer um desabafo de fúria incontida diante de tanta irresponsabilidade e inconsequência.

x

Check Also

O “Legado Menem” (e lições para o Brasil)

Morto aos 90 anos, o ex-presidente argentino Carlos Menem (1989-1999) foi, talvez, o símbolo máximo ...