Economia

“Senhores do Universo” descobrem que desigualdade prejudica os negócios

Antes tarde do que nunca. Os altos círculos da finança “globalizada” estão descobrindo o óbvio: o aumento das desigualdades em escala global é prejudicial à economia e pode contribuir para uma nova grande depressão como a da década de 1930. Uma séria advertência veio de ninguém menos que a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva. Em uma palestra ...

Read More »

Países emergentes: Banco Mundial alerta sobre dívida

Mais uma vez, soa o alarme da dívida. Desta vez, diz respeito aos países emergentes e em desenvolvimento. Segundo um relatório de dezembro do Banco Mundial, “Ondas globais de dívida” (Global waves of debt), a dívida pública e privada desses países, no final de 2018, atingiu o nível recorde de 55 trilhões de dólares. Desde 2010, a relação dívida/PIB deles ...

Read More »

Paul Volcker, cavaleiro da usura

A morte do economista estadunidense Paul Volcker, ex-presidente do Sistema da Reserva Federal, motivou manchetes e reportagens midiáticas cujos títulos podem ser sintetizados na fórmula “um funcionário público que combateu ferrenhamente a inflação”. Elio Gaspari, em sua coluna no Globo e na Folha de S. Paulo, destacou o fato de ser tido como uma espécie de asceta, que vestia-se mal e morava numa ...

Read More »

Capitalismo não tem futuro sem atenção ao Bem Comum

Ao final de 2019, é cada vez mais evidente que o sistema econômico ao qual se convencionou chamar capitalismo é insustentável em sua forma atual, de hegemonia de um setor financeiro largamente descolado da economia real de produção de bens e serviços úteis à sociedade, que converteu a economia global em uma usina de geração de desigualdade e exclusão. O ...

Read More »

Branko Milanovic: maior ameaça à democracia é a plutocracia

O economista sérvio-estadunidense Branko Milanovic é um dos maiores especialistas mundiais em estudos sobre a desigualdade socioeconômica. Ex-economista-chefe do Departamento de Pesquisa do Banco Mundial e atual professor visitante na City University em Nova York, durante anos, ele tem alertado para os problemas causados pelo aumento da desigualdade em escala global e a consequente percepção de que os sistemas políticos ...

Read More »

Paulo Guedes e a economia da miséria

Os pífios prognósticos de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019, abaixo de 1%, as projeções do ministro da Economia Paulo Guedes, de que deverá dobrar em 2020, e a inflação reduzida (com deflação em alguns meses), não ocultam a depressão em que a economia brasileira encontra-se atolada desde 2015 e, pior, sem qualquer perspectiva de saída, além dos ...

Read More »

O Fed se arrasta diante de um sistema bancário cada vez mais em risco

Semanas atrás, um perigoso curto-circuito atingiu o sistema financeiro e bancário estadunidense. Sem aviso, faltou uma grande quantidade de liquidez, ocasionando um aumento de mais de 10% no custo do dinheiro de curtíssimo prazo (overnight), que, em situações normais, não difere muito da taxa de desconto aplicada pela Reserva Federal (Fed), que estava em 2,15-2,30%. Igualmente, pela primeira vez após ...

Read More »

Brasil quebrado, uma questão ideológica

Por André Araújo Na grande imprensa brasileira não há contraponto ao credo neoliberal, os comentaristas repetem o coro de “O Brasil está quebrado”, ou uma variante, “Não há mais dinheiro, o Estado está quebrado”. Desde que se inventou o dinheiro de papel sem lastro não há Estado quebrado em sua própria moeda, que o digam os Estados Unidos, que, em ...

Read More »

Brasil: quando neoliberalismo e marxismo se juntam

O momento do governo do presidente Jair Bolsonaro é preocupante. Enquanto o ministro da Economia Paulo Guedes pisa fundo na ortodoxia inspirada no liberalismo britânico do século XIX, a tradicional política externa independente do País é atropelada em favor da adesão automática à agenda dos “neoconservadores” de Washington, empenhados em afastar o Brasil (e a Ibero-América) de um posicionamento internacional ...

Read More »

O ilusionismo creditício de Paulo Guedes

No final de junho, diante do desastroso desempenho da economia, o superministro Paulo Guedes anunciou a intenção de liberar para os bancos privados mais de R$ 100 bilhões dos depósitos compulsórios retidos no Banco Central, como forma de estímulo para novos créditos, após a aprovação da reforma da Previdência pelo Congresso. Com a reforma praticamente assegurada, embora sem o suculento ...

Read More »