Brasil tem quase 200 mil pesquisadores

O blog de Herton Escobar, no jornal O Estado de S. Paulo (19/12/2016), informa que, segundo o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Brasil encerra 2016 com quase 200 mil pesquisadores científicos em atuação – mais exatamente, 199.566. Destes, 130.140 têm qualificação de doutores.

Os resultados constam do novo Censo do Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil, divulgado pelo CNPq, que apontou um aumento de 11% no número de pesquisadores e 6% no de grupos de pesquisa em atividade, em relação a 2014. Não obstante, como observa o jornalista, “é bom que continuem aumentando mesmo, pois o número de cientistas no Brasil ainda é muito pequeno, proporcionalmente ao tamanho da nossa população”.

Por outro lado, com os cortes orçamentários dos últimos anos, o volume dos recursos destinados às pesquisas diminuiu consideravelmente. E o orçamento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC) demonstra o pouco caso das lideranças políticas com o setor, com uma redução de quase 50% em 2016, em relação a 2014 – respectivamente, R$ 4,597 bilhões e R$ 8,943 bilhões.

Escobar sintetiza o dilema:

“Ainda dá para fazer boa ciência no Brasil, com menos dinheiro? Claro que dá, mas em menor escala. Alguém vai ter de sair perdendo nessa história: Ou vai todo mundo receber menos (e portanto produzir menos), ou será necessário fazer escolhas que privilegiam alguns em detrimento de outros — por exemplo, dar mais dinheiro para alguns grupos de excelência ou temas específicos, em detrimento de outros temas ou grupos mais insipientes, que perderão a oportunidade de se desenvolver.

“A culpa é da crise econômica? Em parte, sim; mas é também resultado de uma falha estratégica. Ao longo dos últimos anos o governo federal investiu pesado na expansão do ensino superior e na formação de recursos humanos, mas não aumentou na mesma proporção os investimentos em ciência, tecnologia e inovação. O resultado é uma massa crescente de cientistas que têm cada vez menos dinheiro para fazer o que foram treinados para fazer: ciência!”

Comentários

comments

x

Check Also

O imbróglio do satélite geoestacionário

Previsto para ter sido lançado ao espaço em março, o Satélite Geoestacionário de Defesa e ...